Artista faz série de autorretratos sob efeito de diversas drogas

0
1944

As drogas estão diretamente ligadas à arte e a criatividade. Algumas pesquisas científicas afirmam que as pessoas com personalidades artísticas têm uma tendência maior a usar drogas, enquanto outras afirmam que são essas substâncias, naturais ou sintéticas, as responsáveis pelos resultados primorosos de alguns artistas.

Substâncias capazes de alterar a percepção são usadas muito antes da psicodelia e do desbunde propagado nos  anos 60. Egípcios e mesopotâmicos já produziam suas bebidas fermentadas,  índios das Américas consumiam plantas alucinógenas e inúmeras ervas foram usadas em rituais religiosos pelo mundo afora para abrir as tais “portas da percepção” e facilitar o encontro com o divino.

Dezenas de livros já foram escritos por grandes autores que registraram suas experiências com as mais diversas drogas, mas o americano Bryan Lewis Saunders foi mais além. Ele usou 45 drogas diferentes em 45 dias consecutivos e desenhou autorretratos sob efeito de cada uma.

Lewis não se restringiu a nenhuma droga. Cocaína, morfina, anfetamina, diversas strains de maconha e hash, Valium e outros remédios vendidos sob prescrição e até dois vidros de xarope para tosse. O resultado é muito interessante, já que mostra o efeito de cada uma das substâncias sobre o estilo do artista, refletindo sua criatividade, sensibilidade e emoções.

Confira alguns dos trabalhos:

Veja todas as imagens no site oficial do artista clicando aqui.

Deixar um comentário