Uruguai inclui cultivo caseiro em projeto de legalização

E os vizinhos uruguaios continuam lá na frente quando se trata de legalização! Já sabemos que o presidente Pepe Mujica, homem astuto e racional, propôs há alguns meses a regulamentação da produção e venda de canábis. A ideia inicial foi criticada por muitos que entenderam o projeto como “a estatização da maconha”, já que o governo seria o único responsável pelo cultivo e distribuiria autorizações para a comercialização da erva.

Grupos de cultivadores protestaram e Mujica, homem astuto, racional e aberto ao debate, aceitou a proposta. A Frente Ampla, coalisão majoritária no Congresso que apoia o presidente, reconheceu que há consenso para pedir à Comissão de Drogas e Dependência que um artigo do projeto de lei regule o autocultivo. Até então, o tema causava polêmica entre os deputados frenteamplistas.

Os detalhes pertinentes ainda não foram discutidos, como quantas plantas cada cultivador poderá ter ou se haverá algum tipo de registro estatal para os que quiserem ter sua própria horta mágica. Ainda que existam diversos aspectos a se definir, setores do Movimento de Participação Popular, partido membro da Frente Ampla, assegura que o autocultivo será integrado a nova lei.

E tu, Brasil? Quando vais cumprir a ordem e o progresso prometidos na bandeira?

Mais Informações: LaMarihuana

Conheça a Semana do Grower!